Gestão Ambiental

Sistema Agroflorestal é tema de curso de agentes ambientais no quilombo do Ariramba

Whatsapp

Iniciado em agosto de 2017, o curso de Agentes Ambientais Comunitários do Ariramba, um quilombo localizado na fronteira dos municípios de Óbidos e Oriximiná, chega ao quarto módulo e aborda temos específicos demandados pela própria comunidade como: criação de animais de pequeno porte (aves), sistemas agroflorestais, monitoramento ambiental e educação ambiental. As atividades foram realizadas em março de 2018 e tiveram o objetivo de apresentar e discutir novas formas de trabalhar a agricultura e a criação animais, de modo, a melhorar a produção e a geração de renda dos moradores da comunidade conciliada a preservação do meio ambiente, além de aprimorar e fortalecer os conhecimentos locais.

Segundo Renan Moura, biólogo do Programa Territórios Sustentáveis, e responsável pela formação dos agentes ambientais comunitários. “A discussão dos conteúdos foi importante, pois fazem parte do dia a dia dos moradores da comunidade, que de modo tradicional, monitoram o território, compartilham conhecimentos sobre a natureza, trabalham na agricultura familiar e criação de animais, entretanto, é possível potencializar os conhecimentos locais, através da adoção de novas técnicas e tecnologias, é isso que propomos nesse módulo, trazer novos conhecimento e novas formas de fazer, de modo a melhorar a produção e a geração de renda, além de garantir a manutenção dos recursos da natureza.”, ressaltou o biólogo.

Socorro Almeida, servidora do Ideflor-Bio, instituição parceira do Programa Territórios Sustentáveis na formação agentes ambientais, ressalta que as turmas de agentes ambientais têm um papel fundamental no que tange a garantia de direitos e no cumprimento da lei. “Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e o Ideflor-Bio está fazendo sua parte e incentivando a coletividade a fazer a sua também. O envolvimento da comunidade faz com que os comunitários se apropriem do espaço em que residem e lutem pela manutenção do meio ambiente saudável”, frisou Socorro que também é responsável pela formação de agentes ambientais em Oriximiná e do acompanhamento dos agentes já formados da Flota de Faro.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN) que tem por objetivo contribuir para a consolidação de um desenvolvimento sustentável dentro dos territórios de Faro, Terra Santa e Oriximiná por meio dos eixos, Desenvolvimento Econômico, Gestão Ambiental, Gestão Pública, Capital Social e Quilombolas.

Quer saber mais sobre o Programa Territórios Sustentáveis acesse nosso site www.territoriossustentaveis.org.br ou baixo nosso aplicativo pelo linkhttp://applink.com.br/app.pts ou na loja Google play disponível para aparelhos Android.

Por: Martha Costa