Institucional

Territórios Sustentáveis é premiado na FIPA

Um importante reconhecimento foi obtido pelo Territórios Sustentáveis durante a XIII Feira da Indústria do Pará (FIPA), evento realizado em Belém (PA), entre os dias 3 e 6 de maio. O programa consagrou-se vencedor do 1º Prêmio Estadual de Inovação da Indústria Mineral, na categoria inovação em tecnologia socioambiental. A cerimônia de premiação ocorreu no dia 4 de maio, como parte da programação da FIPA.

A premiação reconhece o principal aspecto inovador do programa, que é reunir iniciativa privada, poder público e sociedade civil em torno de um objetivo comum, para fazer com que os três municípios atendidos pelo programa – Oriximiná, Terra Santa e Faro – se desenvolvam de forma cada vez mais autônoma, transparente e participativa. “Esse prêmio é um reconhecimento de que estamos no caminho certo, em aproveitar os grandes empreendimentos como uma oportunidade de desenvolvimento, garantindo a autossustentabilidade dos territórios”, comenta Jakeline Pereira, coordenadora do Programa Territórios Sustentáveis. ‘’A premiação foi uma excelente oportunidade para ampliarmos a visibilidade do programa. O número de pessoas que recebemos no estande superou nossas expectativas ‘’, complementou João  Mauro Bastos Uchôa , analista de comunicação da Mineração Rio do Norte

Na construção deste horizonte, o programa estimula a formação de cadeias produtivas, contribui para o aprimoramento da administração pública e fomenta o exercício da cidadania, incentivando a participação da população nos conselhos municipais, apoiando comunidades tradicionais e fornecendo suporte jurídico e contábil a associações locais.

O programa Territórios Sustentáveis foi concebido para produzir, no longo prazo, resultados mensuráveis nos três municípios, a exemplo da melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). A duração prevista para o programa é de 15 anos. As atividades do Territórios Sustentáveis são desenvolvidas por três organizações com atuação reconhecida em questões relacionadas à região amazônica: Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônica (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). O programa conta com apoio da Mineração Rio do Norte (MRN).